Como foi meu ano sabático

Eu nunca fui muito de hesitar diante da tomada de decisões ou de me arrepender das escolhas que faço, mas confesso que ter a coragem de tirar um ano sabático foi a decisão mais difícil e estressante que precisei tomar em toda a minha vida.

trabalho

Eu sabia que era realmente o que eu queria, mas o risco financeiro envolvido era algo que me deixou com medo. Eu sabia que tinha condição de ficar esse período sem trabalhar, mas o risco de acontecer algum imprevisto me tirou o sono nas semanas que antecederam a saída de licença, mas chegamos à conclusão de que o risco era exclusivamente financeiro, e que na pior das hipóteses, acaso tudo desse errado, precisaríamos de uns 2 anos trabalhando para conseguirmos retornar ao patamar em que estávamos e que o risco valia a pena.

Meu ano sabático não foi de férias, ou muito menos tomando água de coco em uma praia do Caribe, mas foi de intenso trabalho em casa por causa de um nenenzinho recém nascido e tentando manter as finanças em ordem. Passamos por alguns apertos durante o ano, quando algumas rendas extras que havíamos planejado acabaram não entrando, mas no final acabou dando tudo certo.

Finalizado o ano sabático e já tendo retornado ao trabalho cheguei a conclusão de que a decisão foi correta. Consegui fazer a maioria das coisas que havia planejado, nem todas deram certo, mas a experiência foi suficiente pra me fazer entender que sou capaz de realizar as coisas que me proponho a fazer.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.